terça-feira, junho 30, 2015

Aniversários em Julho de 2015

No mês de Julho temos os seguintes aniversariantes a quem enviamos um abraço de parabéns:

03JUL(1945) MÁRIO ALBERTO DIAS MONTEIRO SANTOS
07JUL(1944) FILIPE HORÁCIO PEREIRA DE MACEDO
09JUL(1944) HUMBERTO RAMOS DA COSTA ROQUE
18JUL(1942) ANTÓNIO JOSÉ CORREA POSSIDÓNIO ROBERTO
25JUL(1945) JOÃO FURTADO DE AZEVEDO COUTINHO
29JUL(1944) ANTÓNIO MANUEL VARELA MARQUES DE SÁ

Recordamos também neste mês de Julho, na data do seu nascimento, 09 de JULHO de 1945, o nosso camarada JOSÉ MANUEL BELO VARELA CASTELO.

segunda-feira, junho 29, 2015

domingo, junho 28, 2015

Pedra de Dighton: Inauguração e comemorações em Tavira em 28JUN2015 (1)

Como anunciado e com a presença de um número significativo de CR's e respectivos conjuges e outros camaradas dos Cursos que connosco privaram na Escola Naval, bem como de representantes da Marinha, Autoridade Marítima e Academia de Marinha, para além de outros elementos representativos de entidades que apoiaram a iniciativa, nomeadamente da Fundação Luciano da Silva (Eng. Damião de Castro), da Casa dos Açores Nova Inglaterra e do IMSC (Dr. Carlos Vasconcelos), ocorreu em Tavira no final da manhã de hoje Domingo, 28 de Junho de 2015, a anunciada inauguração da réplica da Pedra de Dighton oferecida pelo nosso Curso Miguel Corte Real á Camara Municipal de Tavira (CMT). Nesta cerimónia tiveram lugar diversas intervenções, entre outras as do nosso camarada AVCunha em nome do CR, do Prof. Ferreira Coelho sobre o enquadramento histórico daquelas gravuras, do Presidente da CMT Dr. Jorge Botelho à qual se seguiu a finalizar a declamação por um elemento local, Vitor Correia, dum poema alusivo da "Mensagem" de Fernando Pessoa.
No fim desta cerimónia e antes de ser dado início ao transito para o Restaurante "O Convento" onde se realizou um almoço, houve ainda oportunidade para os elementos do CR presentes pousarem junto do novo marco, em foto que esperamos em breve aqui divulgar.





















Fotos de JPVB

quarta-feira, junho 24, 2015

Pedra de Dighton: últimos detalhes para 28JUN2015

- CR'S presentes (inclui conjuges): 35;
- Previstas 120/130 pessoas na inauguração;
- Almoço convívio c/ convidados: 76;
- Previstos no beberete: 90/95;
- Concerto da Banda - largas centenas de assistentes.
Custo do almoço: 25 Euros/Pessoa / 50 Euros por casal, a ser pago (ao JER Cabrita durante o dia, quando cada um tiver oportunidade - evitar fazer o pagamento no restaurante, antes ou durante o almoço). Nada mais haverá a pagar.

Programa definitivo:
- 1100/1130 - Concentração no largo da Câmara - CR'S e Convidados;
- 1130/1145 - Delegação do Curso CR vai a cumprimentos e entrega formal da réplica ao Presidente da Câmara;
- 1130/1150 - CR'S e convidados dirigem-se (a pé) para local da cerimónia - margem esquerda, do rio na Rua João Vaz Corte Real;
- 1200/1230 - Inauguração da réplica com intervenções programadas;
- 1230/1315 - Deslocação de CR'S e convidados (a pé) para restaurante "O Convento"; (junto ao mercado municipal
 - 1315/1500 - Almoço convívio CR'S e convidados; intervenções de circunstancia e leitura da mensagem da Casa dos Açores de Nova Inglaterra; 
 - 1500/1830 - Período livre
 - 1830/2000 - Beberete c/ oferta do livro de  Curso,CR no salão do Ginásio Tavira;( no jardim, junto ao rio, frente ao coreto);
 - 2130/2300 - Concerto pela Banda da Armada; (no largo da Câmara);
Estacionamento: embora seja Domingo é difícil. Aconselha-se o parque na traseira do Mercado Municipal ou nas imediações dos hoteis onde ficam.

Divulgação prestada pelo RCCabrita também por mail

quarta-feira, junho 17, 2015

CR´s em actividade: Em Tavira em 21JUN2015

Decorre, nos dias 20 e 21 de junho, pelas 10h00, no Clube de Tavira, as VII Jornadas de História de Tavira, cujo patrono é o já falecido historiador António Rosa Mendes.
As jornadas iniciam-se com uma homenagem ao seu patrono, por João Bernardes da Universidade do Algarve.
O programa contempla uma reflexão acerca da história do Algarve e de Tavira nas diversas componentes, nomeadamente:
Dia 20 de junho10h30: “Tavira enquanto sede do Governo do Reino do Algarve (1755-1834): Reflexos na Arquitetura e no UrbanismoMarco Sousa Santos (Historiador de Arte)
11h00: “Contributos para o Estudo do Património de Tavira: As Cercas conventuais”Rui Miguel Terremoto Santos (arquiteto paisagista)
11h30: “A emigração clandestina do Sotavento do Algarve” para Marrocos durante o Estado Novo”Aurízia Anica (Antropóloga)Maria Livramento Caliço Dias (Historiadora)
12h00: “Artur Chagas: Militar, político, tavirense”Luís Filipe Martins da Silva Gameiro (licenciado em Artes do Espetáculo)
15h30: “O surto das ideias republicanas no Algarve”Fátima Almeida Pires (Historiadora)
16h00: “O Convento de São Francisco de Tavira na Rota do Degredo”Marco Lopes (Historiador)
16h30: “O Cristo da Misericórdia de Tavira à luz da tomografia computorizada”Jorge Pereira (médico radiologista)Daniel Santana (Historiador)
17h00: “Uma leitura tavirense do livro de Alberto Iria: A invasão de Junot no Algarve”Ana Cristina Alfaro Neto (licenciada em Filosofia)
17h30: “Tavira: A guerra civil portuguesa e o poder local”Rui Guedes (licenciado em História Contemporânea)
Dia 21 de junho10h30: “A participação dos tavirenses na Grande Guerra” (notas breves)Artur Mendonça (historiador)
11h00: “Tomaz Cabreira e o Congresso Regional do Algarve de 1915”José Carlos Vilhena Mesquita (doutorado em Ciências Económicas)
11h30: Vice-Almirante da Armada Portuguesa "Miguel Corte Real" Vice-Almirante Henrique Alexandre S. da Fonseca (Licenciado em Ciências Sociais e Políticas)
12h00: Encerramento

terça-feira, junho 16, 2015

Pedra de Dighton: Divulgação pública do dia 28JUN2015 em Tavira

Dia 28 de Junho de 2015    
                                                                                                            

A CÂMARA MUNICIPAL DE TAVIRA  E O CURSO  “MIGUEL CORTE REAL” DE OFICIAIS DE MARINHA

Convidam a população a associar-se à homenagem ao navegador quinhentista Miguel Corte Real e às gentes de Tavira que ao longo dos séculos participaram na epopeia marítima Portuguesa.   
  
12:00 -  Descerrar da réplica da “Pedra de Dighton”
    (na Rua João Vaz Corte Real - Parque Séqua -  junto ao rio)
                                  
21:30 - CONCERTO PELA BANDA DA ARMADA
        (na Praça da República)


                                  

segunda-feira, junho 15, 2015

Pedra de Dighton na Imprensa: "Algarve Informativo" 12JUN2015


 

No dia 28 de junho, pelas 12h, na margem esquerda do rio Séqua, será inaugurada uma réplica com as inscrições da «Pedra de Dighton». Trata-se de uma oferta dos oficiais da Marinha de Guerra Portuguesa, do Curso da Escola Naval (1963-1967) que tem como patrono Miguel Corte Real, navegador quinhentista de origem tavirense.

sábado, junho 13, 2015

Pedra de Dighton na Imprensa: "Sul Informação" 12JUL2015

Misteriosa «Pedra de Dighton» terá uma réplica em Tavira

Pedra_Dighton_2015Uma réplica da «Pedra de Dighton», uma rocha com inscrições encontrada no Estado norte-americano de Massachusetts, com mais de 500 anos, cuja origem está envolta em mistério, será colocada na margem esquerda do Rio Séqua, em Tavira, a 28 de Junho.
Esta é uma oferta dos oficiais da Marinha de Guerra Portuguesa, do Curso da Escola Naval (1963-1967), a Tavira, que é a terra de origem do navegador quinhentista Miguel Corte Real, patrono do curso e um dos potenciais autores da inscrição (ver descrição histórica abaixo).
«Neste ato serão recordadas as gentes de Tavira e todos aqueles que, por Portugal, no mar, participaram nos grandes feitos navais da nossa história e contribuíram para desbravar oceanos e mares», segundo a Câmara de Tavira.
A Banda da Armada também se associará a esta celebração e irá atuar, às 21h30, na Praça da República.

Acerca de Miguel Corte Real:
Miguel e Gaspar Corte Real eram filhos de João Vaz Corte Real, navegador tavirense do século XV, que foi capitão donatário da Ilha Terceira, nos Açores.
Gaspar Corte Real desapareceu, em 1501, numa viagem de exploração à Terra Nova, então conhecida por Terra dos Bacalhaus.
Sem notícias do irmão, Miguel Corte Real organizou, em 10 de maio de 1502, uma expedição composta por tês navios. Atingida a costa da Terra Nova, os navios separaram-se para efetuar buscas, marcando encontro para 31 de agosto, numa baía. Na data combinada compareceram dois navios, mas o de Miguel Corte Real nunca mais foi visto.
Mais tarde, em 1680, foi descoberta uma rocha ao rio Taunton, em Dighton, perto da cidade de Fall River, Estado norte-americano de Massachusetts, com diversas inscrições. Em 1918, um professor duma universidade americana, após estudo e investigação, formulou a tese de que parte daquelas inscrições teriam sido feitas por Miguel Corte Real. Segundo esta interpretação, são identificadas nas inscrições, a Cruz de Cristo, o escudete Português e o seguinte texto em latim:
“MIGUEL CORTEREAL V(oluntate) DEIhic DUX IND(iorum)1511”